Alan Fonteles terá de mudar largada para competir entre os convencionais.

08/04/2014 10:19

Campeão paralímpico declara vontade de estar nas Olimpíadas de 2016 e já treina largada diferente, já que não pode fazer a saída em pé, como costuma executar.

Alan Fonteles deixou claro nesta segunda-feira, em sua apresentação no Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo, que sonha em disputar os Jogos Olímpicos de 2016. Mas já em 2014 ele pretende surpreender o mundo e conseguiu uma marca histórica nos 200m rasos, que seria melhorar seu recorde mundial, 20s66, e se aproximar dos melhores do Brasil entre os atletas chamados convencionais. Para isso, Alan terá que superar um duro obstáculo: largar como todos os outros atletas: Na prova convencional, eu não posso sair em pé como faço nas provas paralímpicas. Já comecei a treinar a saída usando o bloco de partida. É uma forma que eu preciso aprender a sair mais rápido. Eu já estou fazendo as duas saídas, agora é questão de treinar, já que o bloco de partida não me ajuda muito - comenta o campeão paralímpico dos 200m rasos.

No Campeonato Mundial de 2013, em que foi campeão dos 100m, 200m e 400m, rasos, Alan conseguiu a marca de 20s66 nos 200m, ficando na quarta posição do ranking nacional da temporada entre os atletas convencionais. Mesmo com o expressivo resultado, ele relembra que a prova não foi perfeita:

- Ainda tem como melhorar sim, naquela prova tive uns detalhes que foram errados. Eu correndo ao lado de atletas convencionais eu terei um ritmo muito mais forte e posso melhorar o tempo. Não prometo nada, mas que posso fazer melhor eu posso.

O ano de 2014 não tem disputa do Campeonato Mundial Paralímpico de atletismo, por isso ele usará como teste para ver como se sai em competições convencionais. Alan tem até setembro para tentar o índice para o Troféu Brasil, o Campeonato Brasileiro da modalidade, que é de 21s40.