Asafa Powell pede ao CAS redução de suspensão de 18 meses por doping

27/05/2014 22:14

Ex-recordista mundial dos 100m rasos, jamaicano se junta a Sherone Simpson no requerimento para diminuir gancho para três meses

Ex-recordista mundial dos 100m rasos, Asafa Powell pediu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) uma redução na sua pena de 18 meses de suspensão por doping. O jamaicano foi flagrado pelo uso do estimulante proibido oxilofrina durante a seletiva do país caribenho para o Mundial de Moscou, no ano passado. Ele foi julgado pela Comissão Disciplinar Antidoping da Jamaica no início de abril e condenado a só voltar às pistas no fim de dezembro deste ano. No entanto, o velocista apelou ao CAS para antecipar seu retorno a exemplo do que fez a também campeã olímpica no revezamento 4x100m rasos Sherone Simpson, que também cumpre 18 meses de gancho por uso de oxilofrina. Os jamaicanos consideram injusta a punição.

- Os atletas alegaram que a ofensa não foi tão grave. Eles pediram para que a suspensão seja reduzida para três meses - declarou o CAS.

Em sua defesa, o velocista de 31 anos alegou ter confiado cegamente em seu preparador físico, Chris Xuereb. De acordo com Powell, ele teria fornecido o suplemento nutricional Epiphany D1, que contém a substância proibida pela Agência Mundial Antidoping (Wada). Xuereb negou a culpa.