Atleta desde 91, policial tem como maior troféu os filhos no atletismo

05/11/2013 21:48

Ter a família inteira envolvida no esporte é motivo de orgulho para o sargento da Polícia Militar, que almeja boas marcas no próximo ano

Se não bastassem os obstáculos do dia a dia de um policial, o sargento Jurandir Antonio Spinelli, de 44 anos, ainda exerce mais outras duas funções: competir em alto nível na modalidade de salto com vara e cuidar da educação de seus três filhos. É assim a rotina deste multicampeão, morador de Presidente Prudente, que mesmo sem patrocínios, disputa inúmeras competições em nível nacional e internacional.

Bronze no Mundial de Master na categoria salto em distância no Canadá em 2010, Spinelli acredita que a sua maior vitória foi encaminhar os filhos para a prática esportiva. Na categoria juvenil, Ellen Spinelli, 17 anos, está entre as dez melhores do Brasil no lançamento do martelo; disputando a categoria menor, Bruno Spinelli, 16 anos, é recordista e campeão brasileiro no salto com vara e primeiro colocado no ranking sul americano; Laura Spinelli, 8 anos, está na categoria iniciação e já acumula medalhas em torneios escolares.

- Comecei em 1991 e sempre sonhei em disputar uma Olimpíada, mas infelizmente nunca consegui índice. Mesmo tendo esse sonho, acredito que o meu maior troféu foi ter os meus três filhos engajados no esporte. Consegui de alguma forma mostrar um caminho a eles.

Em competições de nível estadual e regional, Spinelli acumula muitos feitos. A última medalha conquistada pelo sargento foi neste ano nos Jogos Regionais realizados na cidade de Dracena. No salto com vara, ele conquistou o ouro para Presidente Prudente.

O sargento acredita que o atletismo no Brasil deveria ter um outro olhar por parte dos governantes.

- Acho que o processo para se descobrir novos talentos deveria começar na escolas, como já ocorre em outros países. Infelizmente aqui é muito complicado, não temos incentivo.Além do bronze no Canadá em 2010, no salto em distância, Spinelli conquistou uma prata no mesmo ano no Chile, no salto com vara e dois anos depois ganhou mais uma medalha de prata, desta vez no Mundial de Master realizado no Peru.

O policial espera uma grande temporada no ano que vem. O atleta treina seis vezes por semana e pretende disputar o Mercosul que será realizado na Argentina no início de 2014. No meio do ano estará no Troféu Brasil e tem como principal foco o Mundial na Colômbia