Atleta será o mais velho a representar os EUA em uma maratona olímpica

17/02/2016 14:05

Mebrahtom Keflezighi terá 41 anos em agosto, quando virá ao Rio para competir 
nos Jogos Olímpicos. Em Atenas 2004, o americano naturalizado ficou com a prata.


Aos 40 anos, Mebrahtom Keflezighi será o atleta mais velho a representar os Estados Unidos em uma maratona de Jogos Olímpicos. Nascido na Eritreia, Meb - que terá 41 quando competir no Rio de Janeiro em agosto -, garantiu a vaga olímpica no último fim de semana ao cruzar a linha de chegada em segundo lugar, em Los Angeles. Com uma bandeira dos Estados Unidos, o atleta levou a mão direita à orelha, brincando com os aplausos e provocou uma verdadeira comoção do público. Galen Rupp, 29 anos, venceu com o tempo de 2h11m12s, Meb terminou com o tempo de 2h12m20s.

Mebrahtom Keflezighi conquistou a medalha de prata em Atenas 2004, na mesma prova histórica em que o brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima conquistou o bronze após o ataque do ex-padre irlandês Cornelius Horan quase o tirar da corrida. Essa será a quarta participação de Meb em Olimpíadas, completando uma carreira repleta de vitórias marcantes. Ganhou as duas mais importantes maratonas dos Estados Unidos, a de Nova York e a de Boston e em Londres 2012, ficou perto do pódio, em quarto lugar. 

- Ele é um atleta do tipo um-em-um-milhão. É quase sobre-humano. Tem aquela coisa intangível, como Michael Jordan. Ele é provavelmente o maior maratonista americano de todos os tempos - comentou Ryan Lamppa, técnico, pesquisador e historiador de corridas de longa distância.

O maratonista passou a infância sem saber o que era uma TV, em meio à guerra  de libertação de seu país. Testemunhou assassinatos e crimes bárbaros e aos 12 anos, chegou aos Estados Unidos com sua família fugindo do terror que vivia em sua terra natal. Quando começou a correr na escola, em Los Angeles, ouviu do professor de educação física “um dia, você vai correr nos Jogos Olímpicos” e reagiu com a pergunta "O que é Olímpicos?”.