Bolt cobra devolução de sapatilhas autografadas furtadas em Londres

13/05/2014 12:52

Calçado usado pelo jamaicano para bater recorde mundial dos 100m rasos vale cerca de R$ 76 mil e estava em uma propriedade industrial. Velocista envia par substituto.

 

Ficará para a história aquele 16 de agosto de 2009 em que Usain Bolt encantou o estádio olímpico de Berlim e o mundo inteiro ao estabelecer o atual recorde mundial dos 100m rasos (9s58). Só que uma relíquia desse feito pode ter desaparecido para sempre. As sapatilhas laranjas que o jamaicano usou naquela final de Mundial foi furtada em Croydon, em Londres. O calçado de atletismo, que está autografado, vale cerca de R$ 76 mil. Ao saber do furto, o Raio cobrou ao “fã” que pegou as sapatilhas que a devolvesse.

- Eu sei que você me ama, mas, por favor, porque você tinha de furtar aquelas sapatilhas autografadas em Croydon? Eu sei que você vai devolvê-las, certo? Tudo o que você tinha de fazer era me pedir um par. Não há a necessidade de furtar as coisas - postou Bolt em uma rede social.

A Scotland Yard, polícia londrina, ainda procura um suspeito e fez um apelo para que possíveis testemunhas contribuam para resolver o caso. O furto ocorreu em uma propriedade industrial de Croydon entre os dias 26 e 28 de abril.Dono de seis ouros olímpicos e mais 10 medalhas mundiais, o recordista dos 100m e dos 200m autografou um novo par de sapatilhas e os enviou para o dono dos calçados furtados como um substituto.

- Natural que eu assine algumas sapatilhas depois que um fã meu muito empolgado furtou um par. Esses vão direto para Londres - disse Bolt.