Das pipas às pistas, Thiago André figura entre destaques do Troféu Brasil

08/10/2014 06:22

Quarto colocado no Mundial Juvenil este ano, corredor disputa os 800m e os 1.500m na competição que tem início nesta quinta-feira, no Ibirapuera, em São Paulo.

 
A infância de Thiago André não foi fácil. Mas o corredor tem muito orgulho do que viveu em Belford Roxo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. De origem humilde, passava boa parte do tempo empinando pipa, atividade que chegava a fazer por 12 horas em um mesmo dia. Hoje, aos 19 anos, Thiago é a principal esperança do país nas provas de 800m e 1.500m para os próximos anos. Ele disputa nesta semana o Troféu Brasil, competição mais importante do ano na modalidade, no Ibirapuera, na capital paulistana. Estou bem posicionado no ranking dos 800m e 1.500m. Minha prova é a dos 1500m, vou correr para vencer. A dos 800m, quero medalhar, mas não sei direito como vai ser. Não custa nada sonhar com uma marca absurda nos 1.500m, estou empolgado - disse o atleta, quarto colocado no Mundial Juvenil deste ano nas duas provas.

Morando em São Caetano do Sul (SP) desde o ano passado, Thiago se lembra de cada momento de sua infância. Foi humilde, mas longe de ser triste. As lembranças das horas gastas empinando pipa geram sorrisos no rosto do fundista:

- Nos fins de semana, lembro que ficava das 8h da manhã até a noite empinando pipa. Se minha mãe não me chamasse, nem parava para almoçar. Eu corria para todos os lados para empinar pipa, me metia no meio de mato. Tenho uns cortes nas pernas até hoje de tanto que eu ficava na mata - disse o atleta, sorrindo.Desde que se mudou para São Caetano, Thiago abandonou um pouco seu principal passatempo em nome do desempenho nas pistas.

- Gosto muito de pipa, mas tenho um compromisso, tenho que treinar. Agora meu passatempo é dormir, descansar bastante. Mas, se eu tiver um tempinho no domingo, é claro que vou empinar pipa. Eu sinto falta de Belford Roxo, mas ao mesmo tempo quando eu estou lá, quero estar aqui, para voltar a treinar forte - disse o atleta.Thiago treina ao lado de Marilson Gomes, principal maratonista do Brasil na atualidade. Este foi apenas um dos motivos que fizeram o atleta ter um ano excelente em 2014. Thiago fez suas melhores marcas da carreira nos 800m e 1.500m: ficou em quarto lugar nas duas disputas no Mundial juvenil e já se credencia para conquistar os títulos brasileiros desta temporada. 

- Foi um ano abençoado, não esperava uma temporada tão boa. Melhorei tanto porque agora tenho uma equipe inteira comigo. Técnico, fisioterapeuta, nutricionista e massagista. Tudo que preciso - comentou. O objetivo mais próximo é o Troféu Brasil. As disputas dos 1.500m serão realizadas na quinta-feira (eliminatória), e na sexta (final). No sábado, Thiago corre as eliminatórias dos 800m e, no dia seguinte, fecha o cansativo programa de provas com a final da competição. Para o ano que vem, o atleta sonha conquistar uma medalha nos Jogos Pan-Americanos, que serão realizados em Toronto, no Canadá:

- No Pan dá para fazer alguma graça e voltar com uma medalha. Não custa sonhar - prevê o atleta, que também pensa em participar do Mundial adulto, na China. 

O sonho maior, claro, é disputar as Olimpíadas do Rio de Janeiro, quando terá 20 anos de idade. 

- Vou focar nos 1.500m rasos e quero fazer uma final - resumiu