David Rudisha, atual campeão olímpico dos 800m, se aposenta.

31/03/2014 21:44

Queniano, que bateu três vezes o recorde mundial, lutava para se recuperar de uma lesão no joelho há um ano e vira baixa para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio.

As competições de atletismo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro perderam uma de suas maiores atrações. O queniano David Rudisha, atual campeão olímpico e recordista mundial dos 800m, anunciou nesta segunda-feira a sua aposentadoria das pistas.

Uma lesão no joelho que o atormenta desde março de 2013 é a responsável pelo adeus precoce do atleta, que disputou sua última prova oficial no fim de maio, em Nova Iorque (EUA).

David, de apenas 25 anos, alcançou a melhor marca do mundo dos 800m três vezes. A primeira durante o Meeting ISTAF Berlim, quando correu a distância em 1m41s09 e desbancou um recorde que já durava 13 anos e pertencia ao seu compatriota - naturalizado dinamarquês - Wilson Kipketer. Uma semana depois, em Rieti (ITA), ele bateu a própria marca com 1m41s01.

Após ganhar o título mundial em 2011, conquistado em Daegu, na Coreia do Sul, seu ápice viria nos Jogos Olímpicos de Londres. Ao correr em 1m40s91 na Inglaterra, David alcançaria a tão sonhada medalha de ouro e baixaria novamente a melhor marca da história.