Fora de padrão, pista do Engenhão será trocada nos próximos 12 meses

31/01/2015 10:13

Com medida inferior ao tamanho determinado pelo COI e cor diferente do tradicional marrom, local será completamente remodelado após licitação que está em fase final.

 
O torcedor que for ao Engenhão nas próximas semanas certamente vai notar o péssimo estado da pista de atletismo ao redor do gramado. Fora do padrão determinado para receber provas olímpicas e paralímpicas de atletismo, o local será completamente reformado a partir do próximo mês, em data de início a ser definida. Sai a pista azul construída para o Pan 2007, entra uma moderna pista marrom, cor tradicional em competições olímpicas e paralímpicas de atletismo. A reforma da pista está incluída num pacote de obras, que está em fase final de licitação, num valor de R$ 52 milhões. A empresa vencedora do processo de concorrência terá um ano para entregar o equipamento pronto. A previsão inicial é que estádio esteja pronto em fevereiro de 2016. Em maio do mesmo ano, o local recebe o seu evento-teste, o último antes das Olimpíadas. Segundo a assessoria de imprensa do Engenhão, as obras na pista de atletismo não vão interferir nas partidas de futebol do estádio. A reabertura está marcada para o dia 7 de fevereiro,  com Botafogo x Bonsucesso pelo Campeonato Carioca. Até o meio do ano, apenas o anel inferior da arquibancada estará aberto para os torcedores. A nova pista deverá ter medidas um pouco maiores que a atual. Além da substituição da estrutura do atletismo, o vencedor da licitação deverá instalar arquibancadas temporárias nas partes superiores dos setores sul e norte, bem como trocar o sistema elétrico de estádio, hoje considerado inapropriado para competições de grande porte. Outros benefícios previstos no contrato são a reforma de banheiros e bebedouros e a instalação de um moderno painel eletrônico no lugar dos placares. Inaugurado em 2007 sob o custo de R$ 380 milhões o Engenhão foi fechado em março de 2013 pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, após uma inspeção técnica constatar deslocamentos além do normal na cobertura dos setores leste e oeste. A reforma das coberturas está em fase final, e a Prefeitura do Rio está urbanizando o entorno do estádio com obras orçadas em R$ 115,7 milhões. Desde a sua inauguração, o Engenhão recebeu poucas competições de atletismo, como o Troféu Brasil de Atletismo, em 2009, e o GP Brasil, em 2011.