Jogador da NFL vai trocar férias para tentar disputar Olimpíadas novamente

06/01/2016 05:07

Marquise Goodwin, jogador do Buffalo Bills, já competiu nas Olimpíadas de Londres em 2012 e foi prata no Pan de Toronto em 2015. Agora ele quer ir ao Rio em 2016.

Descanso nas férias parece não ser uma coisa que agrada a Marquise Goodwin, wide receiver do Buffalo Bills. Ao invés de ficar longe do esporte enquanto não estará jogando na NFL, o atleta de 25 anos vai treinar e buscar vaga para tentar disputar novamente os Jogos Olímpicos. Depois de competir em Londres 2012 no salto em distância, ele vai tentar agora participar do Rio 2016.

Como os Bills não se classificaram para os playoffs da liga de futebol americano, Goodwin terá bastante tempo para se preparar para seu objetivo. A seletiva de atletismo dos Estados Unidos para as Olimpíadas acontecerá entre os dias 1º e 10 de julho, na cidade de Eugene. Antes disso, o jogador do Buffalo pretende disputar também o Campeonato Mundial Indoor de Atletismo, entre os dias 17 e 20 de março, em Portland.

- Treinarei bastante agora que acabou a temporada. Tentarei alcançar os meus sonhos enquanto ainda tenho condições físicas para isso. Como já mencionei diversas vezes, eu tenho uma irmã que jamais pôde andar em sua vida. Se ele tivesse capacidade para fazer alguma coisa, faria com certeza. Então por que não devo tirar vantagem da minha condição e só me limitar ao futebol quando posso me dedicar a dois esportes? - disse Goodwin, em entrevista ao site da ESPN americana.

Nos Jogos Olímpicos de Londres, Marquise Goodwin terminou na 10ª colocação. Ano passado, ele também competiu no salto em distância no Pan-Americano de Toronto e conquistou a medalha de prata, com a marca de 8,27m.

Para estar no Rio de Janeiro em agosto deste ano, no entanto, Goodwin terá de pedir permissão à diretoria do Buffalo Bills, já que as Olimpíadas no Brasil serão na mesma época da pré-temporada da NFL. Motivação para isso não falta ao atleta, que não quer saber de descanso e já disse que se inspira em sua irmã. Deja, de 23 anos, é deficiente física, nasceu com paralisia infantil, não se movimenta sem auxílio, passa o dia inteiro na cadeira de rodas e é cega.

Desde os tempos de colégio, Marquise se divide entre o futebol americano e o atletismo, onde competia nos 100m rasos, salto em distância e salto triplo. Destaque em competições internas e de categorias de base, conseguiu o índice para Londres 2012. De volta aos Estados Unidos, continuou atuando no futebol americano universitário e, em 2013, foi escolhido no draft pelo Buffalo Bills.