Mãe de Reeva sobre Pistorius: "Cedo ou tarde ele teria matado alguém"

27/10/2014 06:33

June Steenkamp diz que filha teve a má sorte de ter conhecido o astro paralímpico.

 

June Steenkamp esperou 20 meses por justiça. Queria ver o homem responsável pela morte da filha Reeva pagar por seu crime. Na terça-feira, Oscar Pistorius foi condenado a cinco anos de prisão por homicídio culposo - sem intenção de matar. A mãe da então namorada do astro paralímpico considerou a sentença correta. Neste sábado, em entrevista publicada no jornal "Daily Mail", June disse que os traços de caráter de Pistorius apontavam para este destino. 

- Foi má sorte de Reeva tê-lo conhecido, porque mais cedo ou mais tarde ele teria matado alguém. Eu acredito nisso - afirmou.   

June Steenkamp descreve Pistorius como alguém "temperamental, volátil, arrogante, explosivo e  possessivo". A morte de Reeva ainda a assombra à noite. Não é raro ainda acordar por volta das 3h da manhã, horário na qual a filha perdeu a vida na casa do namorado. Perguntada se ele foi culpado pela morte de Reeva, respondeu: 

- O quê? (Atirar em alguém) quatro vezes um acidente?Lembre o caso:

No dia 14 de fevereiro de 2013, Oscar Pistorius deixou sua casa em Pretória escoltado por autoridades como principal suspeito de matar a sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, naquela madrugada. Em depoimento, o atleta alegou que ouviu barulhos e efetuou os disparos de arma de fogo após confundir a companheira com um ladrão. A promotoria, no entanto, acredita que o crime foi premeditado e executado após uma discussão do casal. Após uma semana de audiências, no ano passado, o juiz Desmond Nair garantiu a fiança ao medalhista paralímpico e anunciou que ele responderia pela morte de Reeva em liberdade. No mês passado, a Corte já havia inocentado o astro sul-africano da acusação de crime premeditado.