Mãe se emociona ao ver pela primeira vez filho atleta participando de prova

11/11/2013 10:22

Vinda do Maranhão, Maria Elis acompanha decisão do arremesso de peso e vibra ao ver Welington ganhar a medalha de ouro nos Jogos Escolares, em Belém, no Pará

Welington Silva de Morais, de 17 anos, e representante da escola Benjamin Constant, de Londrina, no Paraná, já está acostumado a participar de competições nacionais e internacionais, mas teve uma emoção extra ao entrar no Estádio do Mangueirão para a decisão do arremesso de peso na etapa de Belém dos Jogos Escolares da Juventude, neste sábado. Pela primeira vez sua mãe, Maria Elis, pode vê-lo competindo e se emocionou ao presenciar o filho ganhando a medalha de ouro na modalidade, a primeira dourada do jovem no torneio.

- Eu não sei nem explicar o que eu senti vendo ele competir. Eu fiquei muito emocionada em ver ele pela primeira vez e logo com a conquista da medalha de ouro. Sempre apoiei ele, desde que era pequeno, e o que eu mais espero é que ele seja um grande atleta - afirma Maria Elis.

Wellington nasceu na cidade de Imperatriz, no Maranhão, cerca de 12 horas de viagem até a capital do estado, São Luiz, e começou a se interessar por esporte através de uma brincadeira de queimada na escola, e passou a ser observado por seus professores, que identificaram talento no menino, que sempre mostrou muita força, e acharam que ele podia ter talento para o atletismo.

- Meus professores começaram a me treinar em 2010 e eu fui conquistando títulos, ganhando tudo no meu estado. Outros clubes se interessaram em mim, foi quando Londrina me fez um convite, então eu precisei mudar de cidade. Quando eu fui pra lá, tive uma melhora muito grande nos meus resultados e me classifiquei para o Sul-Americano do arremesso de peso, perdi apenas para um colombiano, e fiquei com a medalha de prata.delegação paranaense nas edições de 2012 e 2013. A troca de cidade não foi fácil, por causa da distância, o atleta estava há 11 meses sem ver sua família e amigos. Por não ter condições de viajar para as competições que o filho participa por todo o Brasil, Dona Maria Elis nunca tinha visto o jovem defendendo um título no arremesso de peso. Ao vir para Belém de surpresa, acabou emocionando o estudante.

- Eu fiz uma proposta para a minha mãe para ela vir me ver jogar. Eu nem sabia, ela chegou de surpresa, ontem, na qualificação do peso. Quando eu olho para o estádio, lá estava ela sentada. Eu fiquei muito alegre e emocionado, meu olho encheu de lágrimas de saber que ela veio de tão longe pra me ver. As competições sempre foram muito longe ela nunca teve condições de assistir.

Welignton conquistou sua primeira medalha de ouro nos jogos escolares após arremessar o peso a uma distância de 18,69m. Um título que abre portas para outras competições, e que aviva ainda mais o sonho de um dia participar de uma Olimpíada.

- Agora eu vou entrar para a categoria juvenil e uma categoria em que eu vou saber se eu tenho um futuro pela frente, e eu vou ter porque vou dar o meu melhor. Penso muito nos Jogos Olímpicos de 2020. É um sonho de todo atleta hoje, tem uns que não vão conseguir e outros que vão. Eu quero estar no segundo grupo com a minha mãe me vendo ser campeão no estádio