Maratona de Londres tem uma pessoa morta e outra desaparecida

14/04/2014 11:24

Um homem não identificado, de 42 anos, desmaiou após completar a prova, mas não resistiu. Atleta de elite de Serra Leoa está sendo procurada pela Scotland Yard.

Um homem, de 42 anos, faleceu após desmaiar na linha de chegada da 34ª edição da Maratona de Londres, disputada neste domingo na capital da Inglaterra. O corredor, que não teve seu nome divulgado, recebeu atendimento médico logo depois de terminar a corrida, mas foi declarado morto no hospital. Está é a primeira fatalidade do evento desde 2012, quando a cabeleireira, de 30 anos, Claire Squires, desabou próxima da chegada e morreu por causa de insuficiência cardíaca. As informações são do site britânico The Telegraph.Um porta-voz da empresa Virgin Money, organizadora do evento declarou palavras de apoio e condolências aos familiares.

- Os organizadores da Virgin Money Maratona de Londres gostariam de expressar suas sinceras condolências à família e amigos do falecido. Nossos pensamentos e profundas condolências estão com eles neste momento difícil - afirmou.

Outro drama aconteceu na prova feminina. A atleta Mami Konneh Lahun, considerada a mais rápida de Serra Leoa nos 5.000m e 10.000m, desapareceu ao cruzar a linha de chegada no 20 º lugar. Aos 24 anos, Mami foi para o seu país de origem, mas não retornou para sua acomodação temporária em Greenwich, onde ficava desde 7 de abril.

- Mami não tem ligações conhecidas com o Reino Unido e não está na posse de um telefone celular - disse a Scotland Yard.