Murer leva bronze em noite de recorde mundial de Dibaba na Suécia

20/02/2015 13:07

Líder do ranking mundial, saltadora brasileira faz sua segunda melhor marca do ano no XL Galan. Etíope quebra recorde mundial indoor dos 5.000m rasos.

 

Depois de estabelecer novo recorde sul-americano indoor e fazer a melhor marca da temporada do salto com vara, Fabiana Murer voltou ao pódio em uma competição na Europa. Campeã mundial em 2011, ela levou o bronze no XL Galan, em Estocolmo. O destaque da noite na Suécia, porém, foi a disputa feminina dos 5.000m. A etíope Genzebe Dibaba percorreu a distância em 14min18s86, quebrando o recorde mundial indoor da prova - a antiga marca era de 14min24s37.

Fabiana, que saltou 4,83m no último dia 7 de fevereiro, só entrou na disputa com o sarrafo a 4,50m de altura. Ela passou pelo obstáculo na primeira tentativa e sem sustos para assumir a liderança. A saltadora repetiu o desempenho na barreira de 4,60m - segunda melhor marca da brasileira na temporada. Confiante, ela optou por não saltar no sarrafo a 4,65m para descansar e tentar alçar voos mais altos na sequência. A grega Nikoleta Kiriakopoulou e a sueca Angelica Bengtsson conseguiram superar a marca, jogando Fabiana para a terceira colocação.

Na liderança, Kiriakopoulou usou a mesma estratégia de Murer e se deu bem. Ela viu a brasileira e a sueca falharem nas tentativas com o sarrafo a 4,70m. Com o ouro já garantido, a grega voou para superar a barreira dos 4,76m, segunda melhor marca do mundo no ano e novo recorde grego. Foi o quarto pódio em quatro competições de Murer na temporada indoor da Europa.

- A Fabiana estava bem na prova, saltou bem, mas não acertamos um bom salto no 4,70 m. É difícil saltar aqui - disse Elson Miranda, técnico e marido de Fabiana.A essa altura, os holofotes do XL Galan já estavam voltados para Genzebe Dibaba. Recordista mundial dos 1.500m e dos 3.000m, a etíope prometeu quebrar o recorde mundial indoor também da prova dos 5.000m e cumpriu. Correndo sem adversárias n encalço, ela completou o percurso em 14min18s86. A antiga dona da marca era a compatriota Meseret Defar, que completo a prova em 14min24s37 em 2009.

Além de Fabiana, outro brasileiro subiu ao pódio no XL Galan, mas defendendo os anfitriões. Naturalizado sueco há anos, o carioca Nil de Oliveira correu os 200m em 21s30 e levou o ouro.