Nova era no gerenciamento de competições no Brasil

02/08/2015 11:55

Em uma competição de Atletismo, o gerenciamento de resultados é um dos trabalhos de maior relevância, seja a competição local, nacional ou internacional. O resultado (a marca) de um atleta é a informação mais valiosa no âmbito da comunidade esportiva. Portanto, deve ser executado da maneira mais eficiente possível.

A Confederação Brasileira de Atletismo utiliza em seus eventos o Sistema de Gerenciamento de Competição criado em 2002. Foi um marco no gerenciamento de resultados para as competições da CBAt. Desde então, várias melhorias foram implementadas.

Em outubro de 2014, CBAt iniciou uma ação conjunta com a empresa NeoCompetição para a criação do Sistema de Gerenciamento de Competições das Federações Estaduais de Atletismo. Vários encontros foram realizados com a participação do Departamento Técnico, até que o sistema começasse a ser posto em prática.

No início de junho de 2015, houve o primeiro teste, executado pelo departamento técnico e que permitiu boas observações. O teste foi possível a partir da criação de um "superevento", com mais de 1.200 atletas e 100 provas cadastradas. A partir de então, aconteceram centenas de testes.

O Sistema abrange desde o cadastro do atleta na competição até a emissão do boletim oficial. Em 11 de julho foi realizado o primeiro teste prático, em um torneio da Federação Paulista de Atletismo. O sistema, operado por um funcionário da CBAt, foi testado paralelamente ao modus operandi oficial da FPA, que o utilizado para a definição dos resultados. 

Em 25 de julho foi realizado o segundo teste, no torneio FPA Adulto. Desta vez, o sistema foi operado por um colaborador da própria Federação, desde a criação da competição até configurações de provas, programa horário, cadastros de atletas etc. Os processos de seriação, apontamento de resultados e emissão de boletins, também foram realizados pelo operador. Os resultados foram bons e se constatou pequeno número de falhas.

O sistema está em sua fase final de testes. Restam algumas implementações, como, por exemplo: gerenciamento do revezamento 4x400 m misto, revisão de código de seriação automática, ajustes no layout de boletins, testes de funcionalidade em rede, configuração da emissão de boletins completos em arquivo único, testes e listas de saída, relação numérica, quadros de pontos e medalhas...

O Sistema das Federações trará benefícios para a comunidade atlética. Melhor controle das informações, padronização dos boletins oficiais, atualizações dos rankings de forma dinâmica e eficiente, agilidade na captação de resultados da pista para dentro do sistema. E cada Federação terá seu banco de dados de competições.

A CBAt espera o mais breve possível disponibilizar o Sistema de Gerenciamento de Competição para todas as Federações Estaduais ainda em 2015. A meta é começarmos 2016 com o que há de melhor e mais atual no gerenciamento de resultados.