Open de atletismo começa com 20 recordes, e Brasil domina os 100m T11

25/04/2014 11:05

Brasileiros fazem pódio triplo nos 100m T11 feminino e dobradinha no masculino, enquanto cubano quebra recorde de mais de 13 anos no salto em altura T12.

O Complexo Esportivo do Ibirapuera, em São Paulo, viu uma série de recordes caírem nesta quinta-feira, logo no primeiro dia do Open Paralímpico de Atletismo. Ao todo, foram 20 novas marcas, com sete novos recordistas brasileiros, 12 das Américas e o cubano Luis Felipe Rivero batendo o recorde mundial do salto em altura T12, para atletas com deficiência visual, que já durava mais de 13 anos.

Além dos recordes, o Brasil se destacou nos 100m T11, também para atletas com deficiência visual. No feminino, o país repetiu o que havia feito em Londres 2012 e conseguiu um pódio triplo, com Terezinha Guilhermina (12s28) em primeira, Jhulia Karol (12s86) em segunda, e Silvânia Costa (12s88) com o bronze. No masculino, uma dobradinha com Lucas Prado (11s54) e Felipe Gomes (11s72) com ouro e prata, respectivamente. O angolano Jose Sayovo (11s93) foi o terceiro.

No salto em altura T12, Luis Felipe Gutierrez Rivero sobrou na disputa e venceu com tranquilidade com a marca de 2,06m, contra 1,65m de Ernesto Epifânio Mendonça, e 1,40m de Jonh Elton Oliveira Santos, da categoria T13. De quebra, o cubano quebrou um recorde mundial que durava desde as Paralimpíadas de Sydney 2000, na Austrália.