Para-atleta participa de provas em busca de vaga em Olimpíadas 2016

18/07/2014 15:05

João Paulo Barreto, de 26 anos, é ex-recordista nacional nos 200m rasos e quer melhorar os índices para competições oficiais, que contam pontos para o ranking.

 

O fato de as Olimpíadas 2016 acontecerem no Brasil não diminui a dificuldade de conseguir uma vaga para disputar o maior evento de esporte olímpico do mundo. Pelo contrário. Aumenta ainda mais o sonho de representar a nação. Com paralisia cerebral leve e um pouco de deficiência auditiva, o para-atleta de atletismo em Araxá, João Paulo Barreto de 26 anos, é um destes esportistas que está lutando para conseguir essa chance. E no caso de João Paulo, a oportunidade é dobrada. Isso porque o jovem pode tentar a vaga tanto nas Paralimpíadas quanto nas Olimpíadas, já que os graus das deficiências são moderados.

Ex-recordista nacional nos 200m rasos, João Paulo, que é aluno da APAE, agora está se preparando para a primeira competição que conta pontos para o ranking. A 1º etapa do Circuito Brasil de Atletismo e Natação será entre os dias 1º e 3 de agosto em São Paulo. O resultado pode ser o passo para ele competir entre os maiores atletas do mundo.  Para o treinador Flávio Diego Silva, as chances de João Paulo são grandes, devido aos bons índices do atleta. Durante o Campeonato Brasileiro da Associação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (Abdem), o mineiro conseguiu o 2º lugar e 3º lugar nos 100 e 200m rasos - categorias em que o jovem vai buscar as vagas, além do salto à distância.

– Estou treinando muito e me esforçando para conseguir a vaga nas Olimpíadas e Paralimpíadas. Será um sonho realizado e o reconhecimento de um trabalho feito ao longo de seis anos – comentou. O atleta treina em Araxá e divide as atividades entre a academia e quadras da cidade. Contudo, assim como vários atletas brasileiros, ele enfrenta dificuldades quando o assunto é estrutura.

– O grande problema é que em Araxá não tem pista de atletismo. Consegui uma pista improvisada no quartel de tiro de guerra, mas estou me programando para ir para Uberlândia treinar em um local mais adequado – comentou.

E se depender dos resultados de 2013, João Paulo pode estar perto de realizar o sonho. Ele venceu todas as etapas do Circuito Brasil de Atletismo, é detentor de recordes.

– Ele é uma pessoa muito determinada e aplicada. Se continuar treinando e se dedicando, tenho certeza que ele consegue baixar ainda mais os tempos dele – disse.

Em dois anos, o atleta deve participar de seis competições em busca dos pontos necessários para conquistar a vaga.

– Caso ele consiga a vaga das Paralimpíadas, ele entra em uma categoria específica para a deficiência dele. Já nas Olimpíadas, se ele conquistar os índices, vamos entrar com um requerimento para que ele participe – explicou.