Pega no doping, campeã olímpica e mundial é suspensa por dois anos

22/06/2014 11:00

Como punição entrou em vigor no dia 26 de fevereiro deste ano, a russa Yelena Lashmanova poderá disputar a marcha atlética das Olimpíadas do Rio, em 2016.

A marchadora russa Yelena Lashmanova, campeã olímpica e mundial, foi suspensa por dois anos após testar positivo para uma substância proibida em um exame antidoping, informou a Federação de Atletismo da Rússia (FAR) em seu site oficial.

De acordo com o comunicado da FAR, Lashmanova, de 22 anos, foi flagrada em um teste de controle antidoping fora de competição realizado no dia quatro de janeiro deste ano na cidade russa de Saransk, capital da República da Mordóvia.

A Comissão Antidpoing da FAR resolveu punir a atleta com uma suspensão de dois anos, que entrou em vigor em 26 de fevereiro, de modo que ela poderá participar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que serão disputados entre os dias 5 e 21 de agosto de 2016.

Nas Olimpíadas de Londres, em 2012, Lashmanova sagrou-se campeã olímpica em um percurso de 20 quilômetros, com direito a quebra de recorde mundial. No ano passado, no Mundial de Atletismo em Moscou, a russa também subiu ao lugar mais alto do pódio e manteve a sua hegemonia na marcha atlética.