Promotor afirma que Pistorius vivia em um lugar sem problemas com violência

07/07/2014 17:24

Campeão paralímpico diz ter confundido mulher com ladrão, mas Gerrie Nel lembra que local da casa do atleta não costuma ter assaltos: "Era uma casa segura".

 
Depois de uma noite em que o vídeo da reconstituição do crime cometido por Oscar Pistorius caiu na internet, o julgamento desta segunda-feira trouxe uma resposta do promotor ao atleta, que alega ter atirado na namorada Reeva Steenkamp por achar que um ladrão tinha invadido sua casa.O promotor Gerrie Nel duvida da tese pois afirma que o local da casa de Pistorius é seguro e não costuma ter assaltos:

- Falamos com muitas pessoas que moram na região, todas disseram que não tem problemas com isso. Era uma casa segura, tinha até alarme - disse o promotor. 

Desde o início do processo, a defesa do corredor tocou no ponto que a casa do atleta era vulnerável e tinha grandes possibilidades de sofrer com roubos e outros tipos de crime. Desta forma, segundo os advogados, Pistorius vivia assustado e atirou em uma pessoa que estava do outro lado da porta do banheiro acreditando ser um ladrão, mas era sua namorada. 

O campeão paralímpico é acusado de ter assassinado sua namorada em março do ano passado e vem sendo julgado no Superior Tribunal de Pretória, na África do Sul. Pistorius está em liberdade sob fiança e, caso seja considerado culpado, pode enfrentar até 25 anos de prisão.