Recordista, para-atleta do arremesso de peso representa Brasil no Mundial.

06/10/2015 06:33

Dono da melhor marca das Américas, Mauro Souza compete no Mundial Paralímpico, de 21 a 31 deste mês, no Catar. Ele participa também no lançamento de disco.

No fim de outubro, o para-atleta de Uberlândia, Mauro Souza, terá a missão de representar o Brasil no Mundial Paralímpico de Atletismo pela primeira vez. O campeonato será em Doha, no Catar, de 21 a 31 deste mês. O atleta estreante, que tem no currículo o recorde das Américas no arremesso de peso, realiza um sonho ao mesmo tempo em que tenta trazer o ouro para casa. Ele embarca para o Catar sábado, por volta das 16h.

– É minha primeira vez na seleção. Era meu sonho representar o Brasil e eu buscava esse alvo. Estou treinando de manhã e de tarde para chegar bem lá. Vamos lutar como se fosse a última vez – disse Mauro Souza, que compete na classe F42, e passará um período de 10 dias no local da competição em período de treino e aclimatação.

O arremesso de peso é a modalidade em que o para-atleta mais se destaca, mas em Doha, ele terá também disputará lançamento de disco.

– Quase não treino lançamento de disco e de dardo. Mas treinei um pouco o disco, que é uma das minhas modalidades mais fracas, porque vou competir no Mundial. Sou mais forte no peso – explicou o esportista.

Rogério Borges é o responsável pelo treinamento do Mauro desde 2007. O técnico destaca o trabalho visando a evolução e a convocação para o Mundial.

– O trabalho foi buscando o crescimento e o Mundial. Não foi pelo resultado relâmpago. Desde que saiu o cronograma dos Jogos Paralímpicos do Rio, em 2016, e do Mundial este ano, demos prioridade para o peso, que é a prova convocatória para os torneios – explicou o técnico.

Em 2007, Mauro sofreu um acidente e perdeu o movimento da perna esquerda. Desde 2008, ele compete pela Associação de Paraplégicos de Uberlândia (Aparu) e, atualmente, aos 50 anos, detém o recorde brasileiro no lançamento de dardo (33,42 m) e o recorde das Américas no lançamento de peso (13,25 m).

Na última edição do Mundial Paralímpico, realizada em Lyon, na França, o Brasil conquistou 16 ouros, 10 pratas e 14 bronzes, resultado que colocou o país na terceira posição geral.