Rússia garante que não vai boicotar Rio 2016 caso atletismo seja banido.

12/11/2015 21:28

Ministro dos esportes Vitaly Mutko diz que país é contra interferência de política no esporte. Político vai conversar com Sebastian Coe sobre punição de atletas pela Iaaf.

A possibilidade do boicote da Rússia aos Jogos Olímpicos do Rio, caso o atletismo seja suspenso das competições internacionais devido ao escândalo do doping, foi descartada nesta quinta-feira pelo ministro dos esportes do país, Vitaly Mutko.  

- Não pretendemos boicotar nada em lugar nenhum. Somos contra a interferência política no esporte - disse o político à agência de notícias Associated Press. 

Mutko vai procurar o presidente da Federação Internaciona de Atletismo (Iaaf), Sebastian Coe, sobre o possível afastamento de atletas russos ligados ao pagamento de propinas para encobrir os exames antidoping. A decisão da Iaaf sobre a questão deverá ser divulgada nesta sexta-feira. 

O ministro pediu que a entidade não puna o atletismo russo. Ele classificou o país como um parceirio fundamental do movimento olímpico internacional. 

- Trata-se de uma proteção aos atletas que têm a consciência tranquila - disse. 

+ Membro da Wada, De Rose crê que russos disputarão as Olimpíadas
+ Diante de escândalo, Putin convoca reunião e pede investigação interna
+ Por Brasil "100% limpo" no Rio 2016, COB aposta em educação e controles
+ Doping: entenda as exigências do relatório da comissão a cada órgão
+ Ouro e prata em Londres 2012 teriam pago propina a dirigentes após doping

+ Ex-presidente da IAAF é suspeito de ter recebido R$ 4 milhões em propina

+ Sob investigação, ex-presidente da IAAF passa três dias preso na França


Um dos principais patrocinadores da Iaaf, o banco russo VTB, anunciou o fim do contrato de dez anos nesta quinta-feira. De acordo com o vice-presidente do banco, Vasily Titov, o fim do patrocínio não tem relação com o relatório da Agência Mundial Antidoping (Wada). 

- O contrato expirou e não pretendemos renovar. Mas isso não tem nada a ver com o escândalo de doping, de maneira alguma - disse.