Sebastian Coe é suspeito de lobby na decisão da sede do Mundial de 2021.

25/11/2015 06:35

Presidente da IAAF é apontado como embaixador da campanha da cidade americana de Eugene para receber a maior competição de atletismo sem processo de eleição.

Depois de o escândalo de doping da Rússia abalar a credibilidade do atletismo, a modalidade pode sofrer um novo golpe. Presidente da IAAF (Federação Internacional de Atletismo), Sebastian Coe se tornou suspeito de lobby na decisão da Eugene como sede do Mundial de 2021. A rede britânica BBC revelou, nesta terça-feira, um e-mail que liga o dirigente britânico à multinacional Nike, que tem profunda relação com a cidade americana escolhida para receber a maior competição da modalidade.

Eugene foi declarada sede do Mundial de 2021 na reunião do Conselho da IAAF de abril, pelo então presidente Lamine Diack - o senegalês está sendo investigado de encobrir casos de doping da Rússia em troca de suborno. Não houve um processo de eleição da sede, apesar da cidade sueca de Gotemburgo ter declarado interesse em se candidatar. A cidade japonesa de Osaka também foi declarada sede do Mundial de 2007 sem processo eleitoral.

No e-mail de Craig Masback, funcionário da Nike, Sebastian Coe, então vice-presidente da IAAF, é tratado como uma espécie de embaixador da campanha de Eugene. Em resposta à BBC, o dirigente britânico negou ter pressionado de qualquer forma Lamine Diack para que a cidade americana fosse escolhida como sede.

- Eu não fiz lobby a ninguém em nome da campanha de Eugene 2021. Depois de sua derrota apertada pelo Mundial de 2018, eu os encorajei a entrar novamente no processo de eleição, já que eles tinham uma campanha forte. Minhas opiniões sobre todas as propostas para o Mundial de 2019 estão registradas uma vez que eu era presidente da comissão de avaliação das candidaturas. Todos os meus interesses foram, e continuam sendo, completamente declarados no Comitê de Ética da IAAF - disse Sebastian Coe.

Eugene perdeu para Doha a disputa para sediar o Mundial de 2019 - Barcelona também estava no páreo. A Nike é sediada em Oregon, mesmo estado de Eugene. A empresa tem um projeto de elite de atletismo na cidade e investe para que a pista local seja palco de uma etapa da Diamond League, principal circuito anual do atletismo.