Sem abrir concorrência, Iaaf elege Eugene sede do Mundial de 2021

17/04/2015 06:03

Presidente da Iaaf afirma que entidade está aproveitando uma “oportunidade única”.

 
Reunido há dois dias em Pequim, o conselho da Federação Internacional de Atletismo (Iaaf, na siga em inglês) anunciou nesta quinta-feira a escolha da cidade americana de Eugene como sede do Campeonato Mundial de atletismo de 2021. Diferentemente do que é de hábito na instituição, a decisão foi tomada sem a abertura do tradicional processo de candidatura. A postura foi justificada pelo presidente da instituição, Lamine Diack.Ao garantir o Mundial para Eugene o conselho fez uma escolha clara em uma decisão estratégica que nos permite avançar rumo a uma oportunidade única que pode não surgir novamente, já que autoridades, o setor privado, o comitê olímpico internacional e uma emissora de televisão estão unindo forças. Apesar desta decisão fugir do processo usual, estou satisfeito que o conselho entendeu esta enorme oportunidade que se apresentou para acessarmos um mercado chave e atendermos aos interesses de desenvolvimento global do nosso esporte – disse, em declaração ao site oficial da Iaaf.

Esta não é a primeira vez que a Iaaf abre mão do processo de candidaturas para um Campeonato Mundial. Em 2007, a entidade contemplou Osaka, no Japão, sem abrir concorrência. 

Apesar da grande tradição na formação de atletas de pontas e de Eugene e Nova York fazerem parte do calendário da Diamond League há anos, os Estados Unidos nunca sediaram um mundial de atletismo. Este ano a competição será em Pequim, na China, enquanto as edições de 2017 e 2019 serão em Londres, na Inglaterra, e Doha, no Catar, respectivamente.