Tricampeã da Maratona de Boston é suspensa por dois anos por doping

01/02/2015 11:58

Queniana Rita Jeptoo ficará fora do Mundial de Pequim e das Olimpíadas do Rio 2016.

 

Principal maratonista da temporada passada, a queniana Rita Jeptoo ainda comemorava a conquista do seu segundo título consecutivo na Maratona de Chicago quando, poucas semanas depois do feito, foi submetida a um exame fora de competição no mês de setembro. O resultado amostra A deu positivo para EPO (eritropoietina), hormônio que melhora o desempenho ao produzir glóbulos vermelhos no sangue. Após o anúncio do doping, ela negou o uso da substância e pediu a análise da contraprova. Depois de ser suspensa preventivamente pela Federação de Atletismo de seu país, ela teve confirmada na sexta-feira a suspensão de dois anos. 

Aos 33 anos, a tricampeã da Maratona de Boston não poderá disputar o Mundial de Pequim, este ano, e os Jogos Olímpicos do Rio 2016. 

- O teste positivo dela tornou tudo muito difícil para nós. Continuamos a ser perguntados sobre doping toda vez que vamos competir lá fora e eu estou esperando que a punição faça os outros pararem com essa coisa ruim. Espero que intimide atletas quenianos a tomarem atalhos. Vai ser uma lição para os outros. É uma pena, pois ninguém quer que alguém seja banido. Se você toma algo como EPO, que é injetado, como atleta profissional é óbvio que você sabe o que está colocando em seu corpo - disse Edna Kiplagat, bicampeã mundial da maratona (nas edições de Daegu 2011 e Moscou 2013).