Vencedor da Maratona de NY em 2009 compara prova aos Jogos Olímpicos

01/11/2014 10:10

Após vencer em Boston, Meb Keflezighi fala sobre importância dos 42km 
de Nova York na carreira de um atleta e dá dica: "É um teste de paciência".

 

No próximo domingo, milhares de corredores profissionais e amadores estarão nos Estados Unidos para disputar a tradicional Maratona de Nova York. A prova americana é tão importante no calendário dos atletas, que o vencedor da prova em 2009, Meb Keflezighi, a comparou com a emoção de participar dos Jogos Olímpicos. Aos 39 anos, ele definiu o desafio de superar os 42km no menor tempo possível como um "teste de paciência" (assista ao vídeo).

- Toda maratona é um teste de paciência. Ao vencer em 2009, usando a camisa dos Estados Unidos, eu senti como se estivesse tomando o mundo. E aquela camisa dá calafrios. É o momento mais gratificante, porque, às vezes, você disputa as Olimpíadas, mas às vezes não. Em 2008, quando a seletiva esteve aqui, eu não fazia parte da equipe olímpica, mas você mantém o sonho vivo. Essas foram as minhas Olimpíadas - comentou Meb Keflezighi, que venceu também a Maratona de Boston de 2014 e deu fim ao jejum de 31 anos sem um americano triunfar pelas ruas da cidade.

Faltando dois dias para a Maratona de Nova York, o prefeito Bill de Blasio filosofou sobre a capacidade de inspirar pessoas que os 42km das ruas da cidade possuem. O político lembrou, inclusive, a frase de Kathrine Switzer, vencedora em 1974.

- Há algo mais sobre a resistência, o espírito, a capacidade de fazer algo que parece fora do alcance humano, que nos inspira. Uma maratona nos inspira. A vencedora da Maratona de Nova York em 1974, Kathrine Switzer, disse: "Se você está sempre perdendo a fé na natureza humana, saia e assista a uma maratona". Eu acho que é exatamente isso - afirmou o prefeito de Nova York.